Como escolher as Alianças? – Parte 1

t25_379-web_13_124991

  1. Existe moda quando o assunto é aliança? Não, não existe um “modelo de aliança da moda”. Quando o assunto é aliança, o que vale é personalizar. Para isso o casal tem a opção de escolher um par fosco ou polido, com ou sem pedras, de ouro amarelo ou de ouro branco, etc. São tantas as opções que é difícil ficar sujeito aos modismos. É claro que sempre existem alianças que, em um determinado momento, agradam a um grande número de pessoas. Atualmente existe grande saída dos diversos modelos de fio quadrado anatômico e alianças com diamantes.
  2. Que tipo de aliança de casamento está na moda atualmente? É difícil falar de moda quando o assunto é aliança. No entanto, é possível notar que as alianças finas e lisas, muito utilizadas antigamente, têm caído em desuso. Hoje, a maioria dos casais escolhe modelos mais largos, anatômicos (arredondados por dentro para garantir maior conforto) e ainda, opta por colocar diamantes na aliança da noiva. A moda agora é personalizar: misturar tipos de acabamentos (polido e fosco), cravar diamantes, fazer gravações externas, ou seja, o casal moderno tem procurado encontrar um par super personalizado, que lhe pareça único.alian_a_com_pedras_em_ouro_18k_feminina_1_1-600x600
  3. Quais tendências ditam a moda das alianças? O que mais influencia é o uso de aliança em casamento de famosos. É muito comum noivas pedirem para confeccionarmos um par igual ou semelhante ao que foi visto em revistas, novelas e filmes. Vale citar também que revistas de moda costumam ditar o que está mais em alta. Há épocas em que o ouro branco está mais em evidência; em outras, o ouro amarelo. O fosco tem ganhado destaque, conquistando espaço até nas prateleiras de esmalte. Recomendamos, porém, que o casal adeque tendências ao seu próprio gosto. De nada vale adquirir um par moderno demais que não agrade aos noivos. Contudo, é cada vez mais comum casais que trocam de alianças com frequência, esses são os que mais costumam seguir os modismos.
  4. As peças continuam tendo uma formalidade por conta da ocasião ou vale também ousar na hora de escolher as alianças? Tudo depende da personalidade do casal. Há ainda os que optam pelo tradicional (modelo sem pedras, de ouro amarelo polido). Contudo, a grande maioria tem preferido tornar o par mais exclusivo possível. Alguns literalmente inventam modelos, por exemplo, trançando ouro amarelo com ouro branco e pedindo cravações e gravações inusitadas. O resultado disso tudo é o máximo de personalização. alincas-de-casamento-como-escolher-4
  5. Para quem quer fugir dos modelos convencionais, o que existe de mais ousado? É possível ousar de várias maneiras: na escolha do ouro, dos diamantes, modelo, acabamento e cravação. Há modelos que ao se unirem formam um coração, outras ainda inteiramente cravejadas de diamante em sua lateral, etc.
  6. Os casais costumam ser influenciados por modismos ou ainda têm certa resistência em relação a peças mais modernas? Os casais mais influenciados por modismos são aqueles que trocam de aliança com frequência, o que é cada vez mais comum. Esses casais, sem deixar o romantismo de lado e sem se esquecer do significado da peça, estão sempre adequando o seu par a uma possível mudança de gosto. Assim, costumam trocar de par em aniversários de casamento ou outras ocasiões especiais, como dia dos namorados. Por outro lado, há casais que possuem maior resistência a peças modernas. Esses, em geral, acreditam que o casal deva permanecer com o mesmo par com que se casou e, por isso, costumam optar por modelos mais tradicionais, os quais nunca saem de moda, ou seja, os clássicos.Alianças luxo
  7. O que é preciso levar em conta na hora de escolher a joia? É preciso levar em conta a confiabilidade da empresa e de seus metais, o conforto da peça e a harmonia entre a joia e as mãos. Em geral, recomendamos alianças anatômicas, esse tipo de aliança tem seu diâmetro interno arredondado que costumam ser mais confortáveis. Além disso, alianças muito pesadas, em mãos muito delicadas, podem ser extremamente inconvenientes. O contrário também é verdade: mãos pesadas e maiores pedem alianças mais reforçadas. Vale ressaltar que dedos muito curtos não costumam ficar bem com alianças muito grossas, já os dedos longos, em geral, combinam com todos os tipos de modelo.
  8. É possível fazer modelos diferentes para a noiva e para o noivo? Nesse caso, o que caracteriza cada peça? Sim, é possível que os modelos do noivo e da noiva sejam completamente diferentes. No entanto, isso costuma ser pouco comum. É mais usual confeccionarmos pares com pequenas diferenciações: a aliança da noiva, por exemplo, pode ser cravada com um ou mais diamantes, enquanto a do noivo não possui pedras. Vale dizer, porém, alguns casais optam por colocar diamantes nas duas peças.1
  9. Um casal que não gosta de dourado pode fazer a aliança de outra cor? Quais as opções? Claro. Além do ouro amarelo, é possível confeccionar alianças com ouro branco, vermelho ou rose. O ouro amarelo ainda é, sem dúvida, o mais utilizado. Há ainda casais que optam por misturar os 2 tipos mais comuns (amarelo e branco).
  10. Polidas ou escovadas: quais as diferenças entre essas alianças? A diferença entre elas é basicamente visual. As polidas são mais brilhantes e as escovadas, mais opacas. Atualmente, muitos casais escolhem alianças escovadas para fugir do tradicional modelo polido. Como esses dois tipos são feitos através de processos de acabamento, é possível que o casal modifique o modelo escolhido transformando alianças polidas em escovadas e vice-versa, tudo isso através de um simples e rápido polimento ou de um fosqueamento.3208
  11. Existe uma relação entre a cor do ouro com a tonalidade da pele do usuário? Não, tudo depende do gosto do casal. Há casais, por exemplo, que não gostam do ouro amarelo e por isso optam por utilizar o ouro branco. Existem também aqueles que encomendam modelos com dois ou três tipos de ouro (amarelo, branco e vermelho).
  12. Há alguma recomendação especial para quem tem dedos grandes e grossos e para os dedos finos? É preciso que o casal goste da largura da aliança, independentemente de qualquer tipo de recomendação. No entanto, para facilitar a escolha e para tornar o visual harmonioso, recomendamos que o casal opte pela proporcionalidade: mãos muito pequenas não costumam ficar bem com alianças muito pesadas. Já as mãos grandes, sobretudo as masculinas, pedem alianças mais resistentes. Além disso, dedos finos e longos combinam com qualquer tipo de aliança, enquanto dedos curtos e mais grossos não ficam bem com alianças muito largas, pois estas fazem os dedos parecerem ainda menores.2
  13. As alianças de platina são mais duráveis e mais caras em relação ao ouro? Por se tratar de metais nobres, tanto o ouro quanto a platina apresentam grande durabilidade, principalmente quando o casal adquire a peça em um local confiável que preze pela qualidade de seus metais. Quanto ao custo, alianças de platina são realmente mais caras. Isso porque se trata de um metal mais denso, ou seja, mais pesado.
  14. Qual a diferença entre alianças industrializadas e alianças confeccionadas artesanalmente? Assim como roupas feitas por alfaiates, joias confeccionadas artesanalmente têm acabamento diferenciado: cada peça é feita unicamente para atender ao gosto do casal que a escolheu. Isso permite que detalhes possam ser acrescentados a fim de tornar o modelo exclusivo e compatível com o orçamento do cliente, diferentemente das alianças industrializadas que não podem sofrer modificações.
  15. Qual a diferença entre o ouro 14k, 18k e 24k? O ouro 18k possui 75% de ouro puro e 25% de ligas metálicas (prata e cobre). Com isso o metal fica com a resistência necessária para a confecção da joia. O ouro 14k apresenta menor pureza e é comumente utilizado nos Estados Unidos. Já o ouro 24k, apesar de ser o mais puro, é muito maleável e por isso não confere à peça a resistência necessária.Como-escolher-a-aliança-de-casamento1-520x245
  16. É possível estimar, em média, o valor gasto em um par de alianças? A flexibilidade de confeccionar um par vai de acordo com o orçamento dos noivos. Por isso, existem pares simples que vão de 490 reais até 6700 reais, ou mais, caso queira o casal.
  17. Que cuidados é preciso ter com a aliança depois do casamento? Evitar o contato da peça com materiais químicos como o mercúrio. No caso do ouro branco, é preciso que se faça, periodicamente, o banho de ródio para que se devolva o brilho da peça. Nas alianças em geral, após um bom tempo de uso, é importante que se refaça o acabamento, seja polindo-as ou então reforçando o fosqueamento. Nas peças com diamante deve se tomar cuidado na hora de lavar as mãos, pois o acúmulo de resíduos como o próprio sabonete (ou cremes) embaixo das pedras, pode deixá-las opacas. Quando preciso, utilizamos um equipamento de ultrassom que retira todo acúmulo de sujeira, deixando a peça como nova.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s